Práticas de prevenção

Aqui você encontra as nossas ultimas novidades. Nossos objetivos estão em valorizar e preservar a integridade física, mental e a qualidade de vida dos empregados. Tornando-os mais colaborativos e participativos, buscando maior satisfação no trabalho, evitando prejuízos, absenteísmo e tornando sua empresa mais competitiva no mercado de trabalho.

Promovendo a saúde do trabalhador!
 

      Há 20 anos, o PCMSO ( Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) foi adotado como um programa que tem por objetivo a promoção e a preservação da saúde do conjunto dos trabalhadores, conforme a Norma Regulamentadora NR-07 item 7.1.1 . Desde a sua adoção, o número de trabalhadores formais, cobertos pelo PCMSO, tem aumentado significativamente no Brasil... Continue lendo aqui>>

20

Segurança no trabalho, luxo ou lei?
 

      Segundo a Dra. Rita Pozzati e proprietária da empresa, SoulMed, (Solução em medicina e segurança do trabalho e meio ambiente) o investimento mais importante para o crescimento e desenvolvimento de uma empresa é no capital humano por isso devemos capacitar e treinar, zelando pela integridade física e saúde do trabalhador, implantando segurança e medicina no trabalho a empresa estará construindo oportunidade em direção ao sucesso. Continue lendo aqui>>

19

18

Empresários
 

      Informamos que a Medicina e Segurança do Trabalho são obrigatórias conforme Lei 6.514/77, e suas Normas Regulamentadoras, por isso todas as empresas devem implantar os programas de prevenção de doenças do trabalho. Em caso de reclamatória trabalhista referente acidente ou doença do trabalho, a empresa deverá apresentar toda a documentação exigida por Lei... Continue lendo aqui>>

e-Social
 

Por meio do sistema, as empresas passarão a comunicar ao Governo, de forma unificada, as informações relativas aos trabalhadores, como vínculos, contribuições previdenciárias, folha de pagamento, comunicações de acidente de trabalho, aviso prévio, escriturações fiscais e informações sobre o FGTS. 

O decreto institui o Comitê Diretivo, que será composto por representantes dos seguintes órgãos: Casa Civil, Secretaria da Micro e Pequena e Empresa, Ministérios da Fazenda, da Previdência Social e do Trabalho e Emprego. Já a gestão do conteúdo será compartilhada entre os ministérios do Trabalho e Emprego (MTE) e da Previdência Social (MPS), a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a Caixa Econômica Federal (CAIXA) que também representa o Conselho Curador do FGTS. A transmissão eletrônica desses dados simplificará a prestação das informações referentes às obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas, de forma a reduzir a burocracia para as empresas.

 A prestação das informações ao eSocial substitui o preenchimento e a entrega de formulários e declarações separados a cada ente. De acordo com o decreto, a implantação do eSocial viabilizará garantia aos diretos previdenciários e trabalhistas, racionalizará e simplificará o cumprimento de obrigações, eliminará a redundância nas informações prestadas pelas pessoas físicas e jurídicas, e aprimorará a qualidade das informações das relações de trabalho, previdenciárias e tributárias.

 A legislação prevê ainda tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas. Uma Resolução Conjunta do Comitê Gestor publicará o cronograma de implementação e o Manual de Orientações do eSocial.  Fonte: Portal do E-Social.

17

16

Publicada a versão 2.0 do Manual de Orientação do eSocial

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Brasília/DF - O Comitê Gestor do eSocial assinou na última sexta-feira (20) a Resolução nº 1, publicada na Seção 1 do Diário Oficial da União do dia 24 de fevereiro de 2015, aprovando a versão 2.0 do Manual de Orientação do eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas), disponível no sítio eletrônico www.esocial.gov.br. 

O eSocial foi instituído pelo Decreto Federal nº 8.373, publicado no DOU em dezembro de 2014. É um instrumento de unificação nacional da prestação das informações referentes à escrituração das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas e tem por finalidade padronizar sua transmissão, validação, armazenamento e distribuição. Dados referentes à admissão, licenças, aviso prévio, desligamentos, remunerações, exposição a agentes nocivos à saúde do empregado agora passam a serem encaminhados por um único canal.

Segundo o texto do Manual, as empresas que deixarem de prestar as informações exigidas no prazo fixado ou que as apresentarem com incorreções ou omissões ficarão sujeitas às penalidades previstas na legislação.

15

Câmara mantém ampliação de jornada máxima de caminhoneiro para 12 horas

 

Brasília/DF - O Plenário da Câmara rejeitou uma emenda do PCdoB à Lei dos Caminhoneiros (PL 4246/12) que tentava reduzir a jornada de trabalho dos motoristas para, no máximo, 8 horas. Com isso, fica mantido o texto que autoriza até 12 horas de trabalho, incluindo as horas extras. Os deputados concluíram a análise do projeto, que seguirá para sanção presidencial.

O deputado Valdir Colatto (PMDB-SC) afirmou que a jornada aprovada foi tema de acordo com todas as centrais sindicais e sindicatos que representam os caminhoneiros.

Pela proposta, a jornada de trabalho é de 8 horas, com a possibilidade de duas horas extras. Se houver acordo com o sindicato, a jornada poderá ser estendida por mais duas horas, chegando a 12 horas de trabalho.

O deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS) ressaltou que a jornada máxima nos Estados Unidos é de 11 horas, e chega a 14 horas na Europa.

Urgência
Os deputados aprovaram também pedidos de urgência para diversas propostas, que dessa forma podem ser levadas diretamente ao Plenário, sem precisarem necessariamente passar por comissões. 

- PL 5502/13, que criminaliza a venda de bebidas a menores de 18 anos; 
- PL 2447/07, que cria a Política Nacional de Combate e Prevenção à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca;
- PL 7370/14, que amplia a previsão no Código Penal (Decreto-lei 2848/40) para o crime de tráfico de pessoas; 
- PL 1594/11, que proíbe a custódia de preso, ainda que provisório, em dependências de prédios das polícias federal e civil;
- PL 7699/06, que cria Estatuto da Pessoa com Deficiência;
- PL 23/15, que só permite a fusão de partidos políticos que já tenham registro há pelo menos cinco anos; e
- PRC 151/12, que entre outras mudanças no regimento da Câmara prevê sessões ordinárias de votação todos os dias da semana. 

A sessão do Plenário já foi encerrada.

14

Confira 5 dicas para um consumo eficiente de água na sua empresa

 

Diante da crise hídrica no Brasil, os apelos para o consumo eficiente da água — seja nos domicílios, nas empresas ou nas indústrias — apontam para a implementação de mudanças urgentes no dia a dia de todos os cidadãos. No contexto da escassez do recurso, o investimento em soluções ambientais como reúso, tratamento e reutilização da água para lavagem e irrigação, além de medidas simples de economia, é estratégia cada vez mais indispensável para que empreendimentos e indústrias de todos os setores instituam processos mais sustentáveis, otimizem os lucros e desempenhem seu papel no cenário atual de estiagem.

 

Tendo em vista o panorama, é certo que o recurso natural se tornará mais escasso e mais caro para os negócios. Quando falamos de empresas que tem na água sua matéria-prima, como as indústrias de bebidas, a questão se agrava ainda mais, visto que os custos tendem a se elevar na cadeia de produção como um todo.

 

 

Confira 5 dicas para otimizar o consumo da água na sua empresa ou indústria:

 

1. Institua uma campanha de conscientização

 

Envolver todos os funcionários — além de fornecedores e clientes — em uma grande campanha deconscientização é um passo importante para agregar o negócio por completo na causa da economia da água. Ainda que algumas medidas pareçam bastante básicas, muita gente não sabem por onde começar a efetivamente poupar o recurso no dia a dia. Reuniões periódicas com a equipe para tratar da pauta e a criação e distribuição de cartilhas sobre o tema, além da instituição de metas de economia, são boas formas de englobar a equipe.

 

2. Inspecione possíveis vazamentos

 

Vazamentos não identificados nas empresas e indústrias podem ser fontes de imenso desperdício, além de grandes prejuízos na conta do fim do mês. Uma única torneira pingando gasta uma média de 45 litros de água por dia, o que representa 16 mil litros desperdiçados por ano.

 

Se os números são impressionantes, as medidas para evitar o problema são bastante simples: checar o hidrômetro com frequência, contratar uma empresa para a identificação de vazamentos e convocar os funcionários para avisarem quando se depararem com torneiras danificadas e manchas de infiltração são estratégias básicas e eficientes.

 

3. Aproveite a água da chuva

 

Os benefícios são igualmente notáveis e o investimento baixo. Após a instalação de um sistema de captação, a água pluvial pode ser utilizada para os mesmos fins da água de reúso convencional, poupando recurso e diminuindo as contas mensais. Veja detalhes de como realizar o reaproveitamento no blog post: Água de chuva não deve ser direcionada a rede de esgoto.

 

4. Promova reformas nos banheiros

 

A substituição de torneiras e descargas sanitárias antigas por modelos mais novos e eficientes pode representar um investimento mais do que compensador, principalmente se considerarmos empresas de médio e grande porte. O impacto da economia de água sob essas condições pode ser altíssimo, tendo em vista o número de funcionários que utilizam as instalações sanitárias todos os dias. Nesse sentido, a opção por torneiras que funcionam em um sistema de pressão e descargas que possibilitam duplo acionamento são excelentes estratégias de economia. De acordo com informações da Sabesp, as torneiras de pressão economizam aproximadamente 20% quando comparadas aos modelos convencionais.

 

 

5. Considere um programa de reúso da água

Ao optar pelo reúso da água, a empresa promove o reaproveitamento do recurso para outras atividades que não exigem água nobre, gerando economia, reduzindo drasticamente o consumo e ainda contribuindo de forma inestimável para o quadro de escassez. Ao instituir ou terceirizar o tratamento dos efluentes produzidos pela empresa, é possível direcionar a água resultante para tarefas cotidianas como lavagem de pátios, irrigação de jardins e limpeza de maquinários. A economia, em termos monetários e ambientais, supera e muito o investimento em pouco tempo.

 

Em contribuição ao tema, a FIESP apresenta uma série de sugestões muito úteis para a orientação do setor industrial, as quais podem ser implantadas a curto prazo, conforme as características de cada indústria e sua localização: Gerenciando a Escassez de Água na Indústria

 

Unindo sustentabilidade e economia, a implementação de estratégias simples como as listadas acima representam benefícios imensuráveis para o meio ambiente e para a rentabilidade do seu negócio.

 

 

 

Você já implementa alguma medida ou solução ambiental para o uso eficiente da água no seu empreendimento? De que formas você pode promover um melhor consumo do recurso no seu segmento de atuação? Conte-nos sua experiência!

 

 

Ao cumprir suas atividades, a absoluta maioria dos profissionais “está exposta a graves riscos”. Este perigo exige o ajustamento das empresas às condições ideais de segurança e saúde do trabalhador. O superintendente regional do Ministério do Trabalho e Emprego de Santa Catarina, Roberto Lodetti enfatiza que o setor metal mecânico é um dos primeiros em mortalidade e o terceiro em adoecimento “devido o descumprimento de leis”. No conjunto de 122 mil empresas do Estado onde estão mais de 800 mil trabalhadores com carteira assinada, são emitidas mais de 28 mil CAT´s (Comunicado de Acidente de Trabalho) por ano e registradas seis mortes por mês. Outra consequência do desrespeito é que dos 43 milhões de trabalhadores ativos no país, da iniciativa privada, 10 milhões estão recebendo auxilio doença da Previdência Social.

Endereço

Rua Lauro Muller, 528-D Bairro Jardim Itália

Chapecó - SC 

Horário de Atendimento: 08:00 às 12:00 | 13:15 às 18:00

SAC

(49) 3312 2930

(49) 3328 6209

(49) 98870 3389

© 2013 by

Soulmed. Design for Agência Digital Pense Ideia

  • facebook